DOM PEDRO CASALDÁLIGA por J.Thomaz Filho

DOM PEDRO CASALDÁLIGA

                          J. Thomaz Filho

 

No denso da palavra e da atitude,

o irmão dos mais sofridos já se expõe.

Ah! sabe prolongar sua juventude,

servindo os pequeninos: pois compõe

poema com a vida, não ilude.

 

Não teme se aliar à dor do pobre.

Se a voz da prepotência se indispõe,

e quer calar um sonho justo e nobre,

é vida para todos que se impõe!...

O céu é justo assim: ninguém soçobre!

 

Fazer da gratidão, solicitude!...

Que o nosso empenho, agora, se desdobre!