Evento adiado após ocupação da PM do Independência

Em função dos últimos conflitos armados na comunidade Independência o Seminário de lançamento dos dados finais da pesquisa do Projeto ArticulAção,  foi adiado para o dia 30/07. O evento aconteceria amanhã (16/07) na Escola Municipal do bairro.

 De acordo com os moradores, após intensa troca de tiros na região a Polícia Militar (PM) foi acionada e ocupou a localidade conhecida como 'cantão'. Com isto as escolas permanecerão fechadas e o clima de insegurança está fazendo com que a maioria das famílias permaneçam em casa.

 O Seminário é uma iniciativa da Rede de atores da comunidade, criada a partir do trabalho do projeto ArticulAção, que é voltado para os jovens que vivem nas periferias da cidade de Petrópolis.

Serão realizadas uma mesa de apresentação da pesquisa, com a equipe de jovens e educadores do ArticulAção, outra sobre as atividades na Independência, que abordará os efeitos do projeto na comunidade, a contribuição para o desenvolvimento do protagonismo da juventude local e o estímulo para a criação de políticas públicas voltadas para jovens da periferia. Entre os convidados para iniciar a conversa estão a Conselheira Tutelar e Técnica de Enfermagem, Suany Pitorra, a Diretora da Escola Municipal Alto Independência, Cecília Pinheiro e a moradora da comunidade, Maria Monica de Carvalho. A programação também prevê apresentações culturais com o Grupo de Dança da própria comunidade, o Coral de crianças da Escola Verde e o Coletivo de Musicalização e Funk Handaiuê, que faz parte do ArticulAção. Durante o Seminário ainda estão previstas ações sociais, como a retirada de documentos e uma 'feira da gratidão', que visa estimular a troca de roupas entre os participantes.

 

Esta é a segunda publicação elaborada pelo projeto sobre o trabalho de pesquisa realizado em três comunidades das periferias de Petrópolis (Independência, Caxambu e Madame Machado). No primeiro volume, lançado em 2015, foram divulgados os dados parciais encontrados na  etapa inicial do projeto, a partir das oficinas multidisciplinares voltadas para os jovens. Às vésperas de finalizar este período da iniciativa a equipe lança o resultado final da investigação proposta, na certeza de que os impactos realizados e sentidos vão além do que se pode quantificar.

Durante os anos de 2014 e 2016 o ArticulAção realizou uma pesquisa sobre a juventude em três comunidades da periferia do município (Independência, Madame Machado e Caxambu) por meio de atividades que tinham o objetivo de estimular no jovem a percepção de si e da realidade ao redor. 

Através do questionamento das práticas estabelecidas em sociedade e da proposição de outras dinâmicas de relação em comunidade, educadores sociais de diversas áreas, tais como serviço social, psicologia e história realizaram oficinas práticas e teóricas, que culminaram na criação de hortas urbanas e no mapeamento das localidades a partir da cartografia social: técnica cuja identificação das regiões é feita pelos próprios moradores, com base nos afetos e referências da comunidade. Informações como estas estão descritas na publicação final e serão apresentadas durante o Seminário, que é gratuito e aberto ao público em geral.