Formatura da turma de 2014 do projeto Florescer acontece esta semana

Por Juliana Oliveira em 07.12.2014

Na próxima quinta-feira (11/12) o Centro de Defesa dos Direitos Humanos de Petrópolis (CDDH) realiza a formatura da turma de 2014 do Projeto Florescer: arte-educação, cidadania e ecologia. A iniciativa teve início em 1997 e prevê uma formação complementar à escola, oferecendo oficinas de diversas temáticas aos jovens de comunidades periféricas de Petrópolis. A cerimônia, dedicada aos familiares, amigos e apoiadores, acontecerá no Colégio Santa Catarina, às 18h.

Criado há 17 anos, o projeto tem como objetivo  ampliar as perspectivas de desenvolvimento e inserção do jovem na sociedade. Anualmente o CDDH lança um processo seletivo, voltado para  jovens moradores de comunidades da periferia do município, que tenham entre 14 e 17 anos e estejam matriculados na rede pública de ensino. Ao todo são oferecidas 30 vagas, na seleção que é realizada em fevereiro, na sede da organização. O início das atividades do projeto acontece no mês de março e a formação tem duração de 10 meses.

Composto por uma equipe multidisciplinar, o Florescer é reavaliado constantemente e, entre as inovações propostas para 2014, destaca-se a variedade de temáticas abordadas pelos educadores. Este ano os jovens  participaram de oficinas de língua portuguesa, gênero e cidadania, história, teatro, cinema, canto coral, agroecologia e educação ambiental, psicologia e direitos humanos. 

Atualmente a equipe é composta por profissionais de diversas áreas de formação, tais como psicologia, cinema, teatro, história, geografia, educação ambiental, pedagogia, educação do campo e serviço social.  De acordo com Rafael Coelho Rodrigues, coordenador do projeto, esta é uma proposta que ocorre no contraturno da escola e observar a superação de cada jovem é o melhor retorno. “O Florescer é um projeto que busca atender a demandas sociais, assim como todo o trabalho realizado pelo CDDH. Nós acreditamos que é necessário lançar novos olhares para a juventude e contribuir para a formação e o desenvolvimento, não apenas das habilidades, mas da auto-confiança dos jovens”, afirma Rafael.

Após a formatura, se desejarem continuar participando do Florescer, os jovens poderão integrar a equipe de monitoria do projeto, o Coro Nheengarecoporanga, o núcleo de Cinema & Direitos Humanos, o núcleo de Musicalização- Grupo Handaiuê, ou o núcleo de Educação Ambiental e Práticas Agroecológicas (EAPA), áreas compostas por  jovens remanescentes de outras turmas.

*O colégio Santa Catarina está localizado na Rua Montecaseros, 278, no Centro de Petrópolis.